Coorsel promove sustentabilidade e economia com recuperação de sucatas

Com a reciclagem de materiais sucateados, a cooperativa conseguiu um lucro de R$ 30 mil em 2019

A Cooperativa Regional Sul de Eletrificação Rural (Coorsel) desenvolve vários projetos pensados para o social e o meio ambiente. Entre eles está a Recuperação de Sucatas que, além de ter o foco em reciclar materiais inutilizados, ainda contribui financeiramente com a Cooperativa.

O almoxarife, Lucas Gomes Nazário, explica como funciona o projeto. “Recuperamos e fizemos reaproveitamento de materiais oriundos de redes elétricas desativadas. Então é feito a triagem desses materiais, classificando como bons ou sucateados. Se eles estiverem com condições de uso voltam para o estoque e são utilizados novamente nas redes elétricas, mas se esses materiais não tiverem mais condições de uso damos o destino correto para a sucatas”, detalha.

Quando os materiais não podem mais ser reutilizados pela Cooperativa, eles viram sucatas, que podem ser vendidas para empresas que reciclam e dão o destino correto a esses materiais. “Chegam materiais como: alumínio, ferro, chumbo, metal, cobre, aço, porcelana e vidro”, conta Lucas.

O almoxarife ainda destaca que de tempo em tempo uma empresa passa na Cooperativa e compra as sucatas, resultando em um retorno financeiro para a Coorsel. Só durante o ano de 2019 aproximadamente R$ 30 mil reais foram arrecadados com a venda de sucatas, sem contar a economia com a reutilização de materiais que estavam em bom estado.

Lucas ressalta ainda que apenas em janeiro deste ano a Coorsel já arrecadou R$ 8200 com a venda de 2300 quilos de sucata. O projeto de reaproveitamento de sucatas é uma amostra da importância que a sustentabilidade tem para a Coorsel. A recuperação de materiais traz benefícios ao meio ambiente, gerando menos resíduos e resulta em economia.

O presidente Ivanir Vitorassi destaca a importância desse projeto para a Cooperativa. “Estamos zelando pelo patrimônio da Coorsel. Nosso projeto atinge dois setores importantes: economia e meio ambiente”, finaliza.

Compartilhe esta postagem com um amigo!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *