Festa natalina marca encerramento de atividades do Grupo de Mulheres da Coorsel em 2018

Mais de 150 mulheres de dez grupos de mães e idosos de Tubarão e Treze de Maio participaram, na noite desta sexta-feira (07), de uma grande confraternização que encerra o ano de atividades do Grupo de Mulheres da Cooperativa Regional Sul de Eletrificação Rural – Coorsel. O encontro aconteceu na própria sede da cooperativa e contou com um jantar, entrega de brindes, sorteio de prêmios, bingo, chegada do Papai e Mamãe Noel e muita descontração.

As mulheres são beneficiadas atualmente com o apoio técnico e material em seus clubes onde desenvolvem trabalhos artesanais. O projeto existe há 7 anos e a tendência é crescer, segundo o presidente da Coorsel, Ivanir Vitorassi. “A nossa satisfação de ver a integração entre as comunidades e a troca de conhecimento entre as mulheres. Algumas estavam com depressão e hoje estão felizes através da aulas que participam através das nossas monitoras. Além disso, possuem uma renda extra através deste trabalho”, lembra Vitorassi.

O projeto atualmente conta com o apoio de duas monitoras que visitam os grupos de mães e auxiliam com técnicas e informações para a confecção das peças. “Temos muito a aprender do que ensinar. Temos adolescentes de 12 anos e senhoras de 82 anos. Elas ensinam muito mais com a gente e sempre com o carinho e conversas. Agradecer o presidente Vitorassi por manter esta grande iniciativa a partir da sua equipe. Tirar três horas por noite e estar com a mulherada é sensacional. Destes encontros saem boas conversas, gargalhadas e também trabalho. Amo o que eu faço”, conta a monitora Céia Alano, que atualmente coordena os trabalhos junto a três grupos, com cerca de 70 mulheres.

Sem classe social ou nível escolar. Entre as participantes, a professora aposentada Claudete Preve Dela Vedova Simon. Moradora de Treze de Maio, há um ano participa das atividades. “Ficar dentro de casa é bom quando se aposenta. Com 32 anos de sala de aula, sentia falta disso, mas nem tanto. Participar deste grupo me fez formar uma nova turma de amizades. Existem outra conversa, outros assuntos, troca de receitas, educação dos filhos… Uma entidade que promove isso e valoriza o artesanato, é maravilhoso. Amo! Adoro! Não tenho como explicar essa sensação. Completamente diferente do que fiz a vida inteira”, conta Claudete.

“É uma terapia e possibilita uma interação entre as amigas das comunidades. Como moramos no interior, não temos muitas atividades para fazer, a não ser os afazeres da casa e da roça, então esse trabalho é muito bom. Agradecer a Coorsel e o presidente Vitorassi por manter este trabalho”, enfatiza a agricultora e moradora da comunidade de Boa Vista, em Treze de Maio, Ana Nandi de Fáveri.

Janete Silva de Pieri Alano é coordenadora do Grupo de Mães do bairro Sertão dos Correias, em Tubarão. Foi nesta comunidade que iniciou a primeira turma do projeto mantido pela Coorsel. “Quando começamos, queríamos resgatar aqueles mulheres que estavam ociosas e depressivas. Tivemos um apoio muito grande da Coorsel e procuramos a assistente social e psicólogas para iniciar as turmas. São donas de casa e pessoas aposentadas que hoje mudaram de vida. A Coorsel está de parabéns e muita gratidão ao Vitorassi que sempre nos ajuda”, lembra.

Orleans e Pedras Grandes

E a intenção é ampliar o projeto junto aos grupos de mães das outras duas cidades de abrangência da cooperativa, mas depende de organização e interesse por parte das mulheres. “Não vou me dar por contente até formar grupos em Pedras Grandes e Orleans. As comunidades escolhem uma liderança, formam um grupo com no mínimo 14 mulheres e nos procuram. Disponibilizamos um professor que passa as técnicas totalmente gratuito, além de material. Para que o trabalho continue, temos uma eleição entre janeiro e março de 2019 e espero continuar a frente da cooperativa. Com isso, esse trabalho será mantido e intensificado para possibilitar a essas mulheres, condições de trabalho e muito conhecimento”, finaliza o presidente Vitorassi.

Compartilhe esta postagem com um amigo!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *